Agradecimento

0 comentários
Hoje é dia de agradecer. Agradecer simplesmente!
Agradecer pelas pequenas grandes coisas, agradecer pelas atitudes que as pessoas que mais frequentemente convivem conosco. E que mais intensamente participam de nossas pequenas generosidades diárias, mas a quem esquecemos de agradecer.
Por isso hoje, eu gostaria de agradecer a você.
A você que se lembrou de agradecer, por algo que não seria mais do que minha obrigação: Lembrar do aniversário de alguém tão importante pra mim!
Obrigada por agradecer a lembrança. A você que recebeu uma pequena homenagem, e se lembrou de agradecer, Obrigada a você.
A você, que ouviu a realidade. Seu trabalho é bom, e eu gosto e preciso dele. E se lembrou de agradecer...
Meu muito Obrigada.
A você que, mais do que seu trabalho, coloca seu coração nele, e o faz, com amor. E faz desse amor, um agradecimento. Muito obrigada!
A você, que me levou ao lugar que eu sempre quis ir, mas nunca achei ninguém que quisesse me acompanhar, e que além disso, me proporcionou momentos de diversão, alheios à dura rotina, do meu dia a dia. O meu muitíiiiisssiiimo Obrigada.
A você que dedica suas horas a cuidar da minha família, como eu, infelizmente, não posso fazer, o meu muito obrigada!
A você que é mãe, mais que professora e mais que amiga, que atura meus deslizes e perdoa as minhas negligências na educação do meu rebento. Meu muito obrigada!
E a você que é mais que professora, amiga, e mãe, que é avó, educando lá do seu jeitinho torto de ser. Meu muito obrigada, pelo estar. Pelo meu ter, pelo meu ser. Muito obrigada!
Eu sou feita de vocês!
Por Cris Vaccarezza

Hoje. Um dia especial!

0 comentários
Hoje é um dia muito especial. Dia de rever o passado, sem deixar de viver o presente. Já que o passado foi embora e o presente, é simplesmente real, ainda que ausente.
Hoje é dia de amar às avessas. É dia de repensar o que não foi lido, de reler, o que foi impensado.
Hoje é dia de nostalgia. Dia de alegria. Dia de alforria. Hoje é dia de melancolia. Dia de saudade.
Hoje é o seu dia.

Insatisfaction

0 comentários
Amar faz bem e liberta a alma. Mas que tipo de amor
escraviza, extenua, desconstrói, avassala, minimiza, critica, sobrepuja, diminui, humilha, entristece,
abisma, irrita, estressa, cansa, fere, amordaça,
atordoa, crucifica?
Somente o amor que não ama, o amor que desama
o amor que odeia, o amor que egolatra, o amor que não é amor.
Somente o ódio travestido de amor. O ódio travestido de paixão. O amor que adoeceu. É desumano, é cruel,
fazer com o outro, aquilo que o outro nunca permitiu que fizessem com você.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...