Amores plásticos em corações de plástico

Ah, eu quero um amor de novela!! Um amor daqueles de fazer inveja até a quem não enxerga nem um milímetro diante do nariz. Sabe, um amor daquele que você não precisa ver, pra saber que existe? Amor que transpira, que sai pelos poros?
Quero um amor para mudar status de facebook. Mas não apenas para mudar o status do facebook. Não um amor plasticamente moldado para servir, para encaixar, para ser provisório. Quero um amor para mudar de rua, para mudar minha rotina. Quero um amor pra mudar o rumo da minha vida.
Chega de superficialidade, de modernidade, de praticidade, de "Plasticidade!". Plástico, é prático, descartável, reciclável. Meu coração não. Meu coração não é de plástico. Coração de plástico é bonitinho, mas não resiste ao calor intenso de um amor maduro. 
E sabe o que mais? o mundo está cheio de amores de plástico, amantes de borracha, corpos de silicone, corações de papel. E plástico, amigo, facilita a vida, mas tudo demais é sobra. Plástico demais entope bueiro, satura a natureza, é antinatural. Plástica demais é antinatural. Prático demais é superficial. Quero um amor natural! Chega de plástico.
Quero um amor, não pra se chamar de amor a qualquer um ou todo mundo, como se amor fosse apelido: "Viu, amor?" "Oi, amor!" "Sabe, amor?" Não! Quero um amor pra chamar de "Meu amor!" Meu grande amor. Um amor de carne, osso e problemas. Alguém para me ligar de madrugada e dizer que está com frio. Alguém com quem planejar aquela viagem pra Paris, aquele final de semana na Argentina. Planos de longo prazo, pra parcelar em doze vezes sem juros. Casinho nenhum permite isso. Quero um amor pra curtir comigo aquele pacote de fim de semana em Boipeba, que comprei, mas tem que ter uma companhia legal pra usar. Alguém pra quem fazer jantar romântico no dia dos namorados. Quero alguém especial, queira ser especial. Alguém pra me doar, não só pra emprestar, com quem me preocupar, de quem cuidar. Alguém pra abraçar, com quem curtir, dar cheirinho, beijinho no pé do pescoço e fazer cafuné. Pra assistir vídeos num domingo à tarde. Alguém pra viajar, pra namorar, pra dividir, compartilhar.
Ah, eu tô cansada dessa vida dividida, de incertezas, de ficar. Inclusive de ficar sozinha por me recusar a ficar ficando por aí! Também não quero um amor de mentira pra fazer de conta que namora e não ficar só, enquanto o outro não está nem aí. Droga, eu quero alguém para ansiar dividir meu mundo... Isso não é pedir demais! 
Não quero sair dizendo "Eu te amo" por aí, como se fosse "bom dia", ou "tudo bom?". Tipo, eu te amo, amor, mas também amo o Paulo, o Estevão, o Antônio, e se bobear amo o Pedro também! Não quero isso pra mim. Quero um "eu te amo" que venha do fundo da alma. Um "eu te amo" com suspiro do tipo, "caramba, mas como eu te amo mesmo!" "Amo você e todos os seus defeitos!".
Amores descartáveis não dão trabalho, não dão complicação, não dão nada, além de prazer. Eu quero ter trabalho. Quero sim! Quero vínculos, quero raízes, quero intimidade em minhas relações. Quero saber se, quando e pra quem ligar! 
Quero amor! Um grande amor! Não precisa durar para sempre. Para sempre é efêmero demais quando se ama. Mas que dure o tempo necessário para existir, de verdade. A ponto de provocar mudanças e deixar marcas, ter peso, ser real. Não apenas um simples mudar de status, ou aliviar a tensão.
Por Cris Vaccarezza

3 comentários :

Anônimo disse...

Um amor de novela? Que novela? Aliás você bem que podia criar um post sobre isso... Acho as novelas hoje uma decadência... Só servem para alimentar vícios nocivos aos serem humanos, fazendo com que sejam tratados como normal... Bjs

Cris disse...

Olá! Fiquei muito feliz com o seu comentário. Comentários são a vida de um blog. Obrigada! Achei muito inteligentes as perguntas, vc tem razão. Quando puder, leia os dois últimos posts do blog, foram inspirados em suas perguntas. Talvez nãos contenha respostas, mas combustível para novas perguntas. Volte sempre. E se possível, personifique-se, ao menos com um nickname. Bjs

Cristovao Amarante disse...

Cheguei trazendo na boca um "Te quero".

Também necessitava de um amor sincero!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...