O que tenho visto

Tenho visto quase tudo em que acredito nessa vida, indo ladeira abaixo. E tudo o que tenho visto, tornou meus pés cansados demais. Meu coração anda querendo congelar. É muita estrada poeirenta. É muito coração árido. É muito chão para um só ser vivente.
É triste ver as suas convicções assim, acenando pra você e te dizendo que você está errado. É triste ver as coisas que você acreditava te provarem por A+B que não valiam a pena. Que eram mais do mesmo. De vez em quando dá um desânimo...
Eu juro que acreditava na ética. Acho que burramente, ainda acredito; Mas o mundo me grita que se dá melhor quem passa por cima dos princípios e alcança seus objetivos, quem usa a lei de Maquiavel, onde fins justificam meios, e tenho dito.
Tenho visto políticos articularem-se para lesar aqueles que lhes confiaram o poder. Tenho visto a lei de Robin Hood ser praticada às avessas, roubarem dos pobres para reforçarem os cofres opulentos.
Tenho visto meninas despidas de amor. Vestidas de luxúria, sem terem saído da adolescência. Cheias de certezas vãs. Vazias de sentimentos. Repletas de vaidade, desprovidas de força de vontade.
Tenho visto pessoas entregarem suas almas pelo vil metal. Como se quando precisassem resgatá-la, pudessem fazê-lo com qualquer moeda de cobre que tenham amealhado por toda a vida. Tenho visto pessoas matando por dinheiro, matando por falsas convicções. Matando por ideologias que não são suas. Matando por matar. Tenho visto pessoas juntas de corpos e separadas de sentimentos. Tenho visto humanos serem apartados pela cor, pelo credo, pelo sexo, pela crença.
Tenho visto pessoas espezinhando animais. Divertindo-se em torturá-los. Sentindo prazer em sua dor. Como se não fossem vidas. Tenho visto povos escravizados pelo assistencialismo burocrático que continua a praticar escambo, trocando os espelhos pelas "bolsas" e o ouro pelo voto. Tenho visto o mercantilismo se expandir, os corações se retraírem. Tenho visto as pessoas perderem a sua fé... Tenho perdido a minha fé. Não a minha fé em Deus. Essa é inabalável. Tenho perdido a fé no meu semelhante.
Tenho visto amores que aprisionam, ciúmes que cegam. Pessoas cujo prazer é seduzir e abandonar.
Tenho visto coisa demais. Muito mais do que meu coração excessivamente romântico pode aguentar. Não acho que falte humanidade aos humanos. Acho-os até humanos demais. Acho que o que lhes falta é divindade. Falta-lhes a essência. Talvez, o que falte seja exatamente encontrar em si, o Deus que tanto buscam em altares.
Me perguntam se eu acredito que o mundo vai acabar. O de vocês eu não sei. O meu já vem se acabando há algum tempo. Espero que de suas cinzas, surja algo de bom.
Por Cris Vaccarezza

0 comentários :

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...